Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


NO MORE RANSOM!

27.04.17

no more ransom (1).jpg

Ransomware é malware (software malicioso) que bloqueia os computadores e dispositivos móveis ou cifra os seus ficheiros digitais. Quando isto acontece, o utilizador não consegue recuperar os dados sem pagar um resgate. Contudo, a recuperação nunca é garantida e nunca deve pagar!

 

Lançado em julho de 2016 pela European Cybercrime Centre (EC3) da Europol, Polícia Nacional Holandesa, Kaspersky Lab e Intel Security, o projeto pretende melhorar o nível de cooperação entre a polícia e o setor privado na luta contra o ransomware, um malware que bloqueia computadores e dispositivos móveis, encriptando os ficheiros e dados dos utilizadores. A PT é um dos novos parceiros deste projeto de combate ao cibercrime. 

O lançamento do "No More Ransom!" decorreu há nove meses e cada vez mais entidades policiais e parceiros públicos e privados de todo o mundo aderem à iniciativa, permitindo que mais vítimas de ransomware recuperem os seus arquivos, sem terem de pagar a criminosos cibernéticos.

 

O ransomware é uma ameaça informática que tem vindo a ganhar notoriedade pelo seu crescimento e pelos danos que causa. Este tipo de ataque cifra determinados conteúdos, recorrendo a algoritmos de criptografia, ou compacta os conteúdos num ficheiro protegido por uma password, bloqueando o acesso aos mesmos e, em muitos casos, inutilizando o dispositivo infetado. Para voltarem a aceder a estes dados e “resgatarem” a sua informação, os utilizadores são obrigados a pagar um valor monetário aos atacantes.

 

O Projeto "No More Ransom!" garante um recurso útil às vítimas de ransomware, através do portal https://www.nomoreransom.org/ onde podem encontrar informação sobre o que é, como funciona e como se podem proteger deste tipo de malware.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cerca de 1200 crianças dos 3 aos 12 anos, participaram na 5ª Feira de Segurança Infantil na Ribeira Grande, na ilha de S. Miguel, de 18 a 26 de Janeiro. 

O evento, promovido pela Esquadra da  PSP da Ribeira Grande em parceria com várias instituições, ensinou às crianças através da brincadeira, as regras mais elementares de segurança em diferentes áreas. Segurança rodoviária, segurança em caso de catástrofes naturais, foram dois dos temas presentes e não menos importante, a segurança ao navegar na Internet, porque também à distancia, o perigo pode espreitar.

 

A Fundação PT, parceira nesta iniciativa promoveu ações de sensibilização através do seu programa, o Comunicar em Segurança. Este programa, pretende apelar a uma utilização adequada da internet, telemóveis e redes sociais; alertar para os riscos decorrentes de uma utilização menos preocupada; ensinar algumas dicas aos mais distraídos e tentar convencer os mais resistentes, através de exemplos práticos; difundir o uso da tecnologia, de forma segura, em benefício da sociedade.  

 

16114720_1238430042899951_6766486437491019161_n.jpg16174494_1234009650008657_4583782437222992586_n.jpg

20170117_175811.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O QUE É?

22.11.16

 

 

Comunicar em Segurança, é um programa da Fundação Portugal Telecom, pretende contribuir para uma educação e cidadania digital consciente, segura e responsável junto dos mais jovens, pais e encarregados de educação e população sénior, através de sessões de sensibilização, de uma peça de teatro e um passatempo dirigido aos alunos. 

 

A partir de 2016 , integra o Consórcio de Internet Segura de Portugal.

 

Este programa surgiu em 2009, no seguimento da política de responsabilidade social da Portugal Telecom (PT), como uma iniciativa de voluntariado empresarial com o objetivo de alertar consciências e combater a iliteracia na utilização das tecnologias de informação, sobretudo dos mais jovens. 

 

No seguimento da sua Política de Responsabilidade Social, e consciente dos alertas que têm surgido sobre a iliteracia nas tecnologias de informação, a PT sente o dever de contribuir para a infoinclusão, sobretudo dos mais jovens. A massificação da Internet tem promovido uma maior penetração de acesso às novas tecnologias que não tem sido acompanhada de informação adequada sobre os seus riscos.

 

Veja mais no nosso MEO KANAL

LOGO MEO KANAL

Logo CS

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

RECURSOS

22.11.16

JOGOS para 1 e 2 ciclo

 

identidade digital (1).jpgjogo partilha foto (1).jpg

jogos.jpgpasswords (1).jpg

 

segurança equipamentos.jpguso internet aprendizagem.jpg

 

utilizaçao saudavel.jpg

 

 

Novas Animações para 1 e 2 ciclo

 

apps (2).JPGaprender net (3).JPG

 

ident. digital (1).JPGpass (2).JPG

proteçao dados (3).JPGuti. saudavel (1).JPG

Capture (7).JPG

 

  

Planos de Sessões Comunicar em Segurança

 

GUIOES PROFESSORES.png

 Web Série de 10 episódios 

NET COM CONSCIENCIA

Eu faço com diz o Falco !

Igor e o Concurso da amizade

FALCO.jpg

 

COLEÇÃO "EU FAÇO COMO DIZ O FALCO !"

Todos os vídeos

m181818.png

 

FALCO.jpg

 


 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Todos os vídeos podem ser vistos na Página de Facebook do Centro de Internet Segura e no Youtube

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conheça o primeiro vídeo da websérie "Net com Consciência"

  "Net com Consciência"  é um projeto desenvolvido pelo Centro Internet Segura.

Vamos tornar a Internet, um espaço mais consciente?
Faça já o seu like e partilhe este vídeo!
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Consórcio Internet Segura de Portugal é coordenado pela Fundação da Ciência e Tecnologia (FCT) e é composto pela  Direção Geral de Educação (DGE); Instituto Português do Desporto e Juventude IPDJ); Microsoft e, a partir de agora, pela Fundação PT.

O Consórcio tem como objetivos a promoção de uma utilização segura da Internet, o combate à utilização de conteúdos ilegais, a minimização de impactos negativos nos cidadãos e a consciencialização da sociedade para os riscos associados à utilização incorreta da Internet.

A Fundação PT foi convidada a integrar o consórcio, no âmbito do seu Programa Comunicar em Segurança. Um programa promovido a nível nacional – incluindo as regiões autónomas da Madeira e dos Açores -, destinado a jovens estudantes, à comunidade escolar em geral e aos séniores, e que é baseado em ações de sensibilização para a utilização correta dos meios online e da internet.

Já com sete anos de implementação em Portugal, o Comunicar em Segurança, distingue-se pelo facto de ser desenvolvido com duas abordagens complementares: sessões de esclarecimento efetuadas por voluntários nas escolas e a apresentação de uma peça de teatro, especificamente criada para o efeito, representando situações relacionadas com segurança online e cidadania digital.

Desde o arranque do Comunicar em Segurança, em 2008, já foram abrangidos em todo o país mais de 340 mil alunos, mais de 2.500 instituições e mais de 9 mil ações de sensibilização.   

A integração da Fundação PT neste consórcio permitirá robustecer a sua atuação e beneficiar do apoio concedido pelo programa europeu Safer Internet.

 A Comissão Europeia lançou em 1999 o programa Safer Internet, a que se seguiu em 2005 o programa Safer Internet Plus, com o objetivo de dinamizar projetos dos Estados Membros de promoção da utilização segura da Internet, da autorregulação e da cooperação internacional nesta área.

Ao longo dos anos, tem coordenado o desenvolvimento e a conjugação de esforços nas atividades de sensibilização, combate aos conteúdos ilícitos, filtragem e rotulagem de conteúdo, envolvendo a sociedade civil nas questões de segurança das crianças e criando uma base de dados sólida de informações relacionadas com a utilização das novas tecnologias pelos jovens. O Safer Internet Day  e Safer Internet Fórum são os principais eventos anuais associados com o programa.

Uma parte importante do programa são os centros Internet mais segura, que estão presentes em 30 países europeus, incluindo Portugal. Todos agregam e disponibilizam informações para crianças, pais e professores, e organizam painéis de jovens que são consultados sobre questões de segurança online.

Foi neste âmbito que a Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, através da Equipa de Missão Computadores, Redes e Internet (DGIDC-CRIE) do Ministério da Educação, desenvolveu, em 2004, o projeto Seguranet, para a promoção de uma utilização esclarecida, crítica e segura da Internet junto dos estudantes do ensino básico e secundário. Uma das orientações estratégicas do programa de ação, Ligar Portugal, adotado pelo Governo em Julho de 2005, era “Assegurar a Segurança e a Privacidade no Uso da Internet“, mais especificamente “garantir que todos, e em particular as famílias, disposessem de instrumentos para proteção de riscos que possam ocorrer no uso da Internet e tenham informação sobre como os utilizar”. O projeto Internet Segura contribui para a concretização desta orientação estratégica.

Este projeto é da responsabilidade de um consórcio coordenado pela FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia, e que também envolve a DGE - Direção Geral da Educação do Ministério da Educação, a Fundação para a Computação Científica Nacional – FCCN, IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude, e a Microsoft Portugal. Após avaliação e aprovação da candidatura do projeto apresentada ao programa europeu Safer Internet Plus, o respetivo contrato entre o consórcio e a Comissão Europeia foi assinado em Junho de 2007.

Em Janeiro de 2011, a então Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação (atualmente integrada no IPDJ) passou a integrar o Consórcio Internet Segura, ficando responsável pela Linha Ajuda - serviço que iniciou funções em 1 de Junho de 2011. A integração e implementação da helpline nos serviços já disponibilizados pelo Consórcio, resulta da candidatura em 2010 ao Programa Safer Internet com a proposta "Centro Internet Segura Portugal".

A partir de julho 2016, o consórcio da Internet Segura, contará com a Fundação PT, após avaliação e aprovação da candidatura do Programa Comunicar em Segurança, entregue no início do corrente ano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

"Faz a tua parte por uma Internet melhor" é o mote do Safer Internet Day 2016Portugal assinala a efeméride europeia no dia 4 de fevereiro com a realização do Seminário "Dia da Internet Mais Segura" no Fórum Picoas.

Inscreva- se aqui http://sid2016pt.eventbrite.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Comunicar em Segurança conta com mais um parceiro!


A ANPRI - Associação Nacional de Professores de Informática é o novo parceiro do programa!


Estão a ser realizadas várias sessões de formação aos Professores de Informática e Professores Bibliotecários.


Os professores de Lisboa, Porto e Coimbra já receberam formação, e estão aptos para promoverem sessões de sensibilização nas suas escolas!


Juntos fazemos mais e melhor! 



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nos dias 10 e 11 de Novembro de 2015, alunos da Ribeira Grande - Açores tiveram a oportunidade de assistir a várias sessões de sensibilização, promovidas pelas Fundação PT.

 

Na Escola Gaspar Frutuoso foram abrangidos mais de 200 alunos do 2 ciclo, além de professores que também assitiram às sessões. 

 

No dia 11 de Novembro, o Comunicar em Segurança marcou presença no Seminário "Segurança nas Redes Sociais". O seminário esteve inserido no concurso de curtas metragens sobre segurança online promovido pela Escola Secundária da Ribeira Grande. Ao londo da ação, foram referidos alguns cuidados de segurança digital dirigidos ao público jovem, além de ter existido o enquadramento jurídico de situações de crimes online.

Capture

19055940_uvFij.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



PASSATEMPO

Banner_passatempos


DICAS